Comissão Técnica Portuguesa de Normalização
CT 1 - Desenho técnico


A reativação da CT 1 foi autorizada pelo Instituto Português da Qualidade (IPQ) através de despacho, com a referência NOR/ONS-INEGI 010202, de 1998-08-03.


Presidente: Prof. Eng. José Manuel de Simões Morais (INEGI)
Secretário: Eng. José António dos Santos Almacinha (DEMec-FEUP)

Contacto: onsinegi@inegi.up.pt

Âmbito de atividades

Normalização e coordenação de todos os tipos de representação por recurso ao Desenho técnico, que constituam documentação de produtos ou nela se incluam, para satisfazer as necessidades e especificações técnicas existentes ao longo do ciclo de vida dos produtos, com vista às suas corretas execução e utilização.


Acompanhamento da atividade normativa internacional / europeia

Comité técnico ISO/TC 10 (Documentação técnica de produtos);
Subsector CEN/SS F01 (Desenhos técnicos).


Composição da CT 1 (entidades representadas, em setembro de 2013)

- Afaconsult - Projetos de Engenharia S.A.
- Associação Portuguesa de Projetistas e Consultores (APPC)
- Centro de Apoio Tecnológico à Indústria Metalomecânica (CATIM)
- Departamento de Engenharia Mecânica da FEUP (DEMec-FEUP)
- Departamento de Engenharia Mecânica do Instituto Superior Técnico (DEM-IST)
- Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC)
- Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP)
- Fase - Estudos e Projetos, SA
- Findaut
- Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial (INEGI)
- Mecânica Exacta S.A.
- Organismo de Normalização Setorial (ONS - IST)
- Ordem dos Arquitetos
- Schmidt Light Metal (SLM)
- Seri Lda


Funcionamento da CT 1

Reuniões realizadas:

1998
Reunião plenária prévia para a formalização da proposta de criação da CT 1, realizada na FEUP, em 27 de maio.

2001
1ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, Leça do Balio, em 11 de julho.
2ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, Leça do Balio, em 18 de outubro.
3ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, Leça do Balio, em 8 de novembro.
4ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, Leça do Balio, em 29 de novembro.

2002
5ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, Leça do Balio, em 7 de março.

2004
6ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, Leça do Balio, em 12 de fevereiro.
7ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, Leça do Balio, em 25 de março.

2007
8ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, Leça do Balio, em 12 de julho, com a aprovação de 11 Normas portuguesas nos domínios dos "Desenhos técnicos" e da "Documentação técnica de produtos".

2012
9ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, no Campus da FEUP, Porto, em 24 de julho, com a aprovação de 15 Normas portuguesas nos domínios dos "Desenhos técnicos" e da "Documentação técnica de produtos".

2013
10ª Reunião plenária da CT 1, realizada no INEGI, no Campus da FEUP, Porto, em 18 de setembro, com a aprovação de 15 Normas portuguesas nos domínios dos "Desenhos técnicos" e da "Documentação técnica de produtos".

Próxima Reunião:

Em data a designar.


Lista das normas elaboradas pela CT 1 (INEGI)

Já publicadas pelo IPQ:

Símbolos gráficos (ICS: 01.080)

NP EN ISO 3952-1:2011 (Ed. 2)
Esquemas cinemáticos. Símbolos gráficos. Parte 1 (ISO 3952-1:1981 incluindo Emenda 1:2002). Correspondência: EN ISO 3952-1:1994 + A1:2004 IDT.
NP EN ISO 3952-2:2005 (Ed. 1)
Esquemas cinemáticos. Símbolos gráficos. Parte 2 (ISO 3952-2:1981). Correspondência: EN ISO 3952-2:1994 IDT.
NP EN ISO 3952-3:2005 (Ed. 1)
Esquemas cinemáticos. Símbolos gráficos. Parte 3 (ISO 3952-3:1979). Correspondência: EN ISO 3952-3:1994 IDT.
NP EN ISO 3952-4:2002 (Ed. 1)
Esquemas cinemáticos. Símbolos gráficos. Parte 4 (ISO 3952-4:1984). Correspondência: EN ISO 3952-4:1984 IDT
NP ISO 14617-1:2012 (Ed. 2)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 1: Informação geral e índices. Correspondência: ISO 14617-1:2005 IDT.
NP ISO 14617-10:2012 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 10: Conversores para transmissões hidráulicas e pneumáticas. Correspondência: ISO 14617-10:2002 IDT.
NP ISO 14617-11:2012 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 11: Dispositivos para transferência de calor e motores térmicos. Correspondência: ISO 14617-11:2002 IDT.
NP ISO 14617-12:2012 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 12: Dispositivos de separação, purificação e mistura. Correspondência: ISO 14617-12:2002 IDT.
NP ISO 14617-13:2012 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 13: Dispositivos para transformação de materiais. Correspondência: ISO 14617-13:2004 IDT.
NP ISO 14617-14:2012 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 14: Dispositivos para transporte e movimentação de materiais. Correspondência: ISO 14617-14:2004 IDT.
NP ISO 14617-15:2012 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 15: Esquemas de instalação e mapas de rede. Correspondência: ISO 14617-15:2002 IDT.
NP ISO 14617-2:2008 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 2: Símbolos de aplicação geral. Correspondência: ISO 14617-2:2002 IDT.
NP ISO 14617-3:2008 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 3: Conexões e dispositivos associados. Correspondência: ISO 14617-3:2002 IDT.
NP ISO 14617-4:2011 (Ed. 2)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 4: Actuadores e dispositivos associados. Correspondência: ISO 14617-4:2002 IDT.
NP ISO 14617-5:2008 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 5: Dispositivos de medição e controlo. Correspondência: ISO 14617-5:2002 IDT.
NP ISO 14617-6:2008 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 6: Funções de medição e controlo. Correspondência: ISO 14617-6:2002 IDT.
NP ISO 14617-7:2005 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 7: Componentes mecânicos de base. Correspondência: ISO 14617-7:2002 IDT.
NP ISO 14617-8:2008 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 8: Válvulas e registos. Correspondência: ISO 14617-8:2002 IDT.
NP ISO 14617-9:2008 (Ed. 1)
Símbolos gráficos para esquemas. Parte 9: Bombas, compressores e ventiladores. Correspondência: ISO 14617-9:2002 IDT.
NP ISO 3511-1:2005 (Ed. 1)
Funções e instrumentação para a medição e controlo de processos industriais. Representação simbólica. Parte 1: Requisitos de base. Correspondência: ISO 3511-1:1977 IDT.
NP ISO 3511-2:2011 (Ed. 2)
Funções e instrumentação para a medição e controlo de processos industriais. Representação simbólica. Parte 2: Extensão dos requisitos de base. Correspondência: ISO 3511-2:1984
NP ISO 3511-3:2011 (Ed. 2)
Funções e instrumentação para a medição e controlo de processos industriais. Representação simbólica. Parte 3: Símbolos detalhados para esquemas de interligação de instrumentos. Correspondência: ISO 3511-3:1984 IDT.
NP ISO 3511-4:2011 (Ed. 2)
Funções e instrumentação para a medição e controlo de processos industriais. Representação simbólica. Parte 4: Símbolos de base para funções de computador de processo, de interface e de indicação/controlo partilhadas. Correspondência: ISO 3511-4:1985 IDT.

Desenhos técnicos em geral (ICS: 01.100.01)

NP EN ISO 128-20:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 20: Convenções de base para as linhas (ISO 128-20:1996). Correspondência: EN ISO 128-20:2001 IDT.
NP EN ISO 128-21:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 21: Preparação de linhas por sistemas de CAD (ISO 128-21:1997). Correspondência: EN ISO 128-21:2001 IDT.
NP EN ISO 3098-0:2011 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Escrita. Parte 0: Especificações gerais (ISO 3098-0:1997). Correspondência: EN ISO 3098-0:1997 IDT.
NP EN ISO 3098-2:2012 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Escrita. Parte 2: Alfabeto latino, algarismos e sinais (ISO 3098-2:2000). Correspondência: EN ISO 3098-2:2000 IDT.
NP EN ISO 3098-3:2012 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Escrita. Parte 3: Alfabeto grego (ISO 3098-3:2000). Correspondência: EN ISO 3098-3:2000 IDT.
NP EN ISO 3098-4:2011 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Escrita. Parte 4: Sinais diacríticos e sinais particulares do alfabeto latino (ISO 3098-4:2000). Correspondência: EN ISO 3098-4:2000 IDT.
NP EN ISO 3098-5:2012 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Escrita. Parte 5: Escrita em aplicações de desenho assistido por computador (CAD) do alfabeto latino, de algarismos e de sinais (ISO 3098-5:1997). Correspondência: EN ISO 3098-5:1997 IDT.
NP EN ISO 3098-6:2012 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Escrita. Parte 6: Alfabeto cirílico (ISO 3098-6:2000). Correspondência: EN ISO 3098-6:2000 IDT.
NP EN ISO 5455:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Escalas (ISO 5455:1979). Correspondência: EN ISO 5455:1994 IDT.
NP EN ISO 5456-1:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Métodos de projecção. Parte 1: Sinopse (ISO 5456-1:1996). Correspondência: EN ISO 5456-1:1999 IDT.
NP EN ISO 5456-2:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Métodos de projecção. Parte 2: Representações ortográficas (ISO 5456-2:1996). Correspondência: EN ISO 5456-2:1999 IDT.
NP EN ISO 5456-3:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Métodos de projeção. Parte 3: Representações axonométricas (ISO 5456-3:1996). Correspondência: EN ISO 5456-3:1999 IDT.
NP EN ISO 5456-4:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Métodos de projeção. Parte 4: Projeção central (ISO 5456-4:1996). Correspondência: EN ISO 5456-4:2001 IDT.
NP EN ISO 5457:2011 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Formatos e apresentação dos elementos gráficos das folhas de desenho (ISO 5457:1999 incluindo Emenda 1:2010). Correspondência: EN ISO 5457:1999 + A1:2010 IDT.
NP EN ISO 6428:2005 (Ed. 1)
Desenhos técnicos. Requisitos para microfilmagem (ISO 6428:1982). Correspondência: EN ISO 6428:1999 IDT.
NP ISO 10209-1:2002 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos - Vocabulário. Parte 1: Termos relativos aos desenhos técnicos: generalidades e tipos de desenhos (ISO 10209-1:1992 IDT).
NP ISO 128-22:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 22: Convenções de base e aplicações para as linhas de indicação e as linhas de referência. Correspondência: ISO 128-22:1999 IDT.
NP ISO 128-30:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 30: Convenções de base para as vistas. Correspondência: ISO 128-30:2001 IDT.
NP ISO 128-40:2004 (Ed. 1)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 40: Convenções de base para os cortes e as secções (ISO 128-40:2001 IDT).
NP ISO 128-50:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 50: Convenções de base para a representação de áreas em cortes e secções. Correspondência: ISO 128-50:2001 IDT.
NP ISO 129-1:2007 (Ed. 1)
Desenhos técnicos. Indicação de cotas e tolerâncias. Parte 1: Princípios gerais. Correspondência: ISO 129-1:2004 IDT.

Desenhos de engenharia mecânica (ICS: 01.100.20)

DNP ISO/TS 128-71:2012 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos (TPD). Princípios gerais de representação. Parte 71: Representação simplificada para desenhos de engenharia mecânica. Correspondência: ISO/TS 128-71:2010 IDT.
NP EN ISO 15785:2005 (Ed. 1)
Desenhos técnicos. Representação simbólica e indicação de juntas coladas, dobradas e prensadas (ISO 15785:2002). Correspondência: EN ISO 15785:2002 IDT.
NP EN ISO 1660:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Cotagem e toleranciamento de perfis (ISO 1660:1987). Correspondência: EN ISO 1660:1995 IDT.
NP EN ISO 2162-1:2012 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Molas. Parte 1: Representação simplificada (ISO 2162-1:1993). Correspondência: EN ISO 2162-1:1996 IDT.
NP EN ISO 2162-2:2011 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Molas. Parte 2: Apresentação de dados técnicos de molas de compressão helicoidais cilíndricas (ISO 2162-2:1993). Correspondência: EN ISO 2162-2:1996 IDT.
NP EN ISO 2203:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Representação convencional de engrenagens (ISO 2203:1997). Correspondência: EN ISO 2203:1997 IDT.
NP EN ISO 26909:2012 (Ed. 1)
Molas. Vocabulário (ISO 26909:2009). Correspondência: EN ISO 26909:2010 IDT.
NP EN ISO 5261:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Representação simplificada de barras e de perfis (ISO 5261:1995). Correspondência: EN ISO 5261:1999 IDT.
NP EN ISO 5845-1:2005 (Ed. 1)
Desenhos técnicos. Representação simplificada de ligações de peças por meio de elementos de fixação. Parte 1: Princípios gerais (ISO 5845-1:1995). Correspondência: EN ISO 5845-1:1999 IDT.
NP EN ISO 6410-1:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Roscas e peças roscadas. Parte 1: Convenções gerais (ISO 6410-1:1993). Correspondência: EN ISO 6410-1:1996 IDT.
NP EN ISO 6410-2:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Roscas e peças roscadas. Parte 2: Implantes roscados (ISO 6410-2:1993). Correspondência: EN ISO 6410-2:1996 IDT.
NP EN ISO 6410-3:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Roscas e peças roscadas. Parte 3: Representação simplificada (ISO 6410-3:1993). Correspondência: EN ISO 6410-3:1996 IDT.
NP EN ISO 6411:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Representação simplificada de furos de centragem (ISO 6411:1982). Correspondência: EN ISO 6411:1997 IDT.
NP EN ISO 6413:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Representação de elementos estriados (ISO 6413:1988). Correspondência: EN ISO 6413:1994 IDT.
NP EN ISO 7083:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Símbolos para toleranciamento geométrico. Proporções e dimensões (ISO 7083:1983). Correspondência: EN ISO 7083:1994 IDT.
NP EN ISO 8826-1:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Rolamentos. Parte 1: Representação simplificada geral (ISO 8826-1:1989). Correspondência: EN ISO 8826-1:1995 IDT.
NP EN ISO 8826-2:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Rolamentos. Parte 2: Representação simplificada particular (ISO 8826-2:1994). Correspondência: EN ISO 8826-2:1997 IDT.
NP EN ISO 9222-1:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Juntas de vedação para aplicação dinâmica. Parte 1: Representação simplificada geral (ISO 9222-1:1989). Correspondência: EN ISO 9222-1:1995 IDT.
NP EN ISO 9222-2:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Juntas de vedação para aplicação dinâmica. Parte 2: Representação simplificada particular (ISO 9222-2:1989). Correspondência: EN ISO 9222-2:1994 IDT.
NP ISO 128-24:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 24: Linhas utilizadas em desenhos de engenharia mecânica. Correspondência: ISO 128-24:1999 IDT.
NP ISO 128-25:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 25: Linhas utilizadas em desenhos de construção naval. Correspondência: ISO 128-25:1999 IDT.
NP ISO 128-34:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 34: Vistas em desenhos de engenharia mecânica. Correspondência: ISO 128-34:2001 IDT.
NP ISO 128-44:2004 (Ed. 1)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 44: Cortes e secções em desenhos de engenharia mecânica (ISO 128-44:2001 IDT).
NP ISO 13715:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Arestas de forma não definida. Vocabulário e indicações (ISO 13715:2000). Correspondência: ISO 13715:2000 IDT.
NP ISO 15786:2012 (Ed. 1)
Desenhos técnicos. Representação e cotagem simplificadas de furos. Correspondência: ISO 15786:2008 IDT.
NP ISO 15787:2005 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Peças ferrosas tratadas termicamente. Representação e indicações. Correspondência: EN ISO 15787:2001 IDT.

Desenhos de construção (incluindo desenhos de engenharia civil) (ICS: 01.100.30)

NP EN ISO 11091:2011 (Ed. 2)
Desenhos de construção. Prática em matéria de desenhos de paisagismo (ISO 11091:1994). Correspondência: EN ISO 11091:1999 IDT.
NP EN ISO 3766:2011 (Ed. 2)
Desenhos de construção. Representação simplificada de armaduras para betão armado (ISO 3766:2003). Correspondência: EN ISO 3766:2003 + AC:2004 IDT.
NP EN ISO 4066:2002 (Ed. 1)
Desenhos de construção. Mapas de armaduras para betão armado (ISO 4066:1994). Correspondência: EN ISO 4066:1999 IDT.
NP EN ISO 4157-1:2011 (Ed. 2)
Desenhos de construção. Sistemas de designação. Parte 1: Edifícios e partes de edifícios (ISO 4157-1:1998). Correspondência: EN ISO 4157-1:1998 IDT.
NP EN ISO 4157-2:2012 (Ed. 2)
Desenhos de construção. Sistemas de designação. Parte 2: Nomes e números de compartimentos (ISO 4157-2:1998). Correspondência: EN ISO 4157-2:1998 IDT.
NP EN ISO 4157-3:2012 (Ed. 2)
Desenhos de construção. Sistemas de designação. Parte 3: Identificadores dos compartimentos (ISO 4157-3:1998). Correspondência: EN ISO 4157-3:1998 IDT.
NP EN ISO 4172:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Desenhos de construção. Desenhos de montagem de estruturas prefabricadas (ISO 4172:1991). Correspondência: EN ISO 4172:1996 IDT.
NP EN ISO 6284:2012 (Ed. 2)
Desenhos de construção. Indicação dos desvios limites (ISO 6284:1996). Correspondência: EN ISO 6284:1999 IDT.
NP EN ISO 7437:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Desenhos de construção. Regras gerais para a elaboração de desenhos de execução para componentes estruturais prefabricados (ISO 7437:1990). Correspondência: EN ISO 7437:1996 IDT.
NP EN ISO 7518:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Desenhos de construção. Representação simplificada de demolição e de reconstrução (ISO 7518:1983). Correspondência: EN ISO 7518:1999 IDT.
NP EN ISO 7519:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Desenhos de construção. Princípios gerais de representação para desenhos de conjunto e de montagem (ISO 7519:1991). Correspondência: EN ISO 7519:1996 IDT.
NP EN ISO 8560:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Desenhos de construção. Representação de dimensões, linhas e malhas modulares (ISO 8560:1986). Correspondência: EN ISO 8560:1999 IDT.
NP EN ISO 9431:2005 (Ed. 1)
Desenhos de construção. Zonas para desenho e para texto, e legendas em folhas de desenho (ISO 9431:1990). Correspondência: EN ISO 9431:1999 IDT.
NP ISO 10209-4:2005 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Vocabulário. Parte 4: Termos relativos à documentação de construção. Correspondência: ISO 10209-4:1999 IDT.
NP ISO 128-23:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Princípios gerais de representação. Parte 23: Linhas utilizadas na documentação de construção e de engenharia civil. Correspondência: ISO 128-23:1999 IDT.
NP ISO 4067-1:2002 (Ed. 1)
Desenhos técnicos - Instalações. Parte 1: Símbolos gráficos para canalização, aquecimento, ventilação e ar-condicionado (ISO 4067-1:1984 IDT).
NP ISO 4067-2:2005 (Ed. 1)
Desenhos técnicos - Instalações. Parte 2: Representação simplificada de aparelhos sanitários. Correspondência: ISO 4067-2:1980 IDT.
NP ISO 8048:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Desenhos de construção. Representação de vistas, secções e cortes. Correspondência: ISO 8948:1994 IDT.

Outras normas relativas aos desenhos técnicos (ICS: 01.100.99)

NP EN ISO 6412-1:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Representação simplificada de tubagens. Parte 1: Regras gerais e representação ortogonal (ISO 6412-1:1989). Correspondência: EN ISO 6412-1:1994 IDT.
NP EN ISO 6412-2:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Representação simplificada de tubagens. Parte 2: Projecção isométrica (ISO 6412-2:1989). Correspondência: EN ISO 6412-2:1994 IDT.
NP EN ISO 6412-3:2012 (Ed. 2)
Desenhos técnicos. Representação simplificada de tubagens. Parte 3: Acessórios para sistemas de ventilação e de drenagem (ISO 6412-3:1993). Correspondência: EN ISO 6412-3:1996 IDT.
NP EN ISO 6414:2011 (Ed. 2)
Desenhos técnicos de vidraria (ISO 6414:1982). Correspondência: EN ISO 6414:1994 IDT.

Documentação técnica de produtos (ICS: 01.110)

DNP ISO/TR 13567-3:2011 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Organização e designação de camadas (layers) em CAD. Parte 3: Aplicação da ISO 13567-1 e da ISO 13567-2. Correspondência: ISO/TR 13567-3:1999 IDT.
NP 4442:2005 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Metadados para a documentação de construção. Correspondência: ISO/TR 19033:2000 IDT.
NP EN 81714-2:2013 (Ed. 1)
Concepção de símbolos gráficos para utilização em documentação técnica de produtos. Parte 2: Especificação para símbolos gráficos numa forma adaptada ao computador, incluindo símbolos gráficos para uma biblioteca de referência, e requisitos para o seu intercâmbio (IEC 81714-2:2006). Correspondência: EN 81714-2:2006 IDT.
NP EN 81714-3:2007 (Ed. 1)
Concepção de símbolos gráficos para utilização em documentação técnica de produtos. Parte 3: Classificação de nós de ligação, redes e sua codificação (IEC 81714-3:1998). Correspondência: EN 81714-3:2001 IDT.
NP EN 82045-1:2011 (Ed. 2)
Gestão de documentos. Parte 1: Princípios e métodos (IEC 82045-1:2001). Correspondência: EN 82045-1:2001 IDT.
NP EN ISO 13567-1:2002 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos - Organização e designação de camadas ("layers") em CAD. Parte 1: Visão geral e princípios (EN ISO 13567-1:2002 IDT).
NP EN ISO 13567-2:2011 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Organização e designação de camadas ("layers") em CAD. Parte 2: Conceitos, formatos e códigos utilizados na documentação de construção (ISO 13567-2:1998). Correspondência: EN ISO 13567-2:2002 IDT.
NP EN ISO 7200:2008 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Campos de dados em legendas e cabeçalhos de documentos (ISO 7200:2004). Correspondência: EN ISO 7200:2004 IDT.
NP EN ISO 81714-1:2012 (Ed. 2)
Conceção de símbolos gráficos para utilização em documentação técnica de produtos. Parte 1: Regras de base (ISO 81714-1:2010). Correspondência: EN ISO 81714-1:2010 IDT.
NP IEC 81714-3:2012 (Ed. 1)
Concepção de símbolos gráficos para utilização em documentação técnica de produtos. Parte 3: Classificação de nós de conexão, redes e sua codificação. Correspondência: IEC 81714-3:2004 IDT.
NP ISO 11005:2012 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Utilização de documentos principais. Correspondência: ISO 11005:2010 IDT.
NP ISO 15226:2011 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Modelos de ciclo de vida e afectação de documentos. Correspondência: ISO 15226:1999 IDT.
NP ISO 15519-1:2012 (Ed. 1)
Especificações para esquemas da indústria de processo. Parte 1: Regras gerais. Correspondência: ISO 15519:2010 IDT.
NP ISO 16016:2005 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Menções de protecção utilizadas para documentos e produtos cujo uso é reservado. Correspondência: EN ISO 16016:2002 IDT.
NP ISO 29845:2012 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Tipos de documentos. Correspondência: ISO 29845:2011 IDT.


Ainda não homologadas pelo IPQ:

Desenhos de engenharia mecânica (ICS: 01.100.20)

NP ISO 13444:2013 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos (TPD). Cotagem e indicação de recartilhados. Correspondência: ISO 13444:2012 IDT.

Documentação técnica de produtos (ICS: 01.110)

NP EN 81346-1:2013 (Ed. 1)
Sistemas industriais, instalações e equipamentos e produtos industriais. Princípios de estruturação e designações de referência. Parte 1: Regras de base (IEC 81346-1:2009). Correspondência: EN 81346-1:2009 IDT.
NP EN 82045-2:2013 (Ed. 1)
Gestão de documentos. Parte 2: Elementos de metadados e modelo de informação de referência (IEC 82045-2:2004). Correspondência: EN 82045-2:2005 IDT.
NP EN ISO 10209:2013 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Vocabulário. Termos relativos aos desenhos técnicos, à definição de produtos e à documentação associada (ISO 10209:2012). Correspondência: EN ISO 10209:2012 IDT.
NP EN ISO 11442:2013 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Gestão de documentos (ISO 11442:2006). Correspondência: EN ISO 11442:2006 IDT.
NP EN ISO 6433:2013 (Ed. 2)
Documentação técnica de produtos. Referências de peças (ISO 6433:2012). Correspondência: EN ISO 6433:2012 IDT.
NP ISO 7573:2013 (Ed. 1)
Documentação técnica de produtos. Listas de peças. Correspondência: ISO 7573:2008 IDT.
NP ISO 82045-5:2013 (Ed. 1)
Gestão de documentos. Parte 5: Aplicação de metadados no setor da construção e da gestão de instalações. Correspondência: ISO 82045-5:2005 IDT.

IDT- Idêntica: a Norma portuguesa tem conteúdo técnico e apresentação semelhantes aos do documento normativo referido.



Programa de trabalhos da CT1 desenvolvido no período 2010/13

Elaboração das versões portuguesas das Normas europeias (EN), sobre “Desenhos técnicos” e “Documentação técnica de produtos”, que ainda não tinham sido trabalhadas e que têm sido adotadas como Normas portuguesas, de acordo com o ponto 11.2.6.4 das Regras Comuns do CEN/CENELEC para o Trabalho de Normalização (“CEN/CENELEC Internal Regulations. Part 2: Common Rules for Standardization Work”).

Elaboração das versões portuguesas das Normas internacionais (ISO) sobre “Desenhos técnicos” e “Documentação técnica de produtos”, que ainda não tinham sido trabalhadas e que estavam em vigor no período de desenvolvimento dos trabalhos de preparação destes documentos normativos.

O programa de trabalhos desenvolvido neste período englobou a elaboração das versões portuguesas de um conjunto de 24 Normas EN ISO e ISO, incluídas num projeto submetido ao Programa COMPETE (Programa Operacional Fatores de Competitividade) do QREN (Quadro de Referência Estratégico Nacional), em 2009, com vista a assegurar o seu financiamento.
INEGI
Universidade do Porto
CONTACTOS E LOCALIZAÇÃO
Linkedin Facebook Youtube Twitter
© INEGI 2011 | Política de Privacidade | Ver mapa do Site