Apresentação

Organismo de Normalização Setorial

O Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial (INEGI) foi reconhecido, pelo Instituto Português da Qualidade (IPQ), como Organismo com funções de Normalização Setorial (ONS) nos domínios relativos ao Desenho técnico e aos Elementos de ligação mecânicos, através de um protocolo celebrado em 1 de julho de 1991.

Desde então, o ONS-INEGI vem acompanhando a atividade normativa da Organização Internacional de Normalização (ISO) e do Comité Europeu de Normalização (CEN) nestes domínios, através da produção de pareceres, enviados ao IPQ, sobre novos projetos de Normas ISO/DIS e prEN e suas implicações com as Normas portuguesas em vigor, nomeadamente, no que respeita às Normas europeias (EN) que têm sido adotadas como Normas portuguesas.

O ONS-INEGI assegura, também, o funcionamento das Comissões Técnicas Portuguesas de Normalização CT1 – Desenho técnico, desde 1998, e CT 9 – Elementos de ligação mecânicos, desde 2004. Neste âmbito, tem elaborado projetos de versões portuguesas de Normas europeias (NP EN) e de Normas internacionais (NP ISO), que são posteriormente apresentados, às respetivas CTs, para análise e aprovação como Normas.


A importância da normalização

O alargamento, a internacionalização e a liberalização dos mercados, resultantes do processo geral de globalização da economia mundial e da adesão de Portugal à União Europeia (UE), têm obrigado as empresas nacionais a efetuarem rápidas e, por vezes, significativas reconversões tecnológicas, de modo a poderem enfrentar um novo ambiente de intensa concorrência e assegurarem a conquista de novos mercados.

O Desenho técnico (englobado na Documentação técnica de produtos) é essencial para a criação e a comunicação, em praticamente todos os setores de atividade industrial. O Desenho industrial tem um papel assinalável no desenvolvimento tecnológico, materializando-se em documentos fundamentais para o estabelecimento de contratos industriais, particularmente no foro internacional.

Por sua vez, os Elementos de ligação mecânicos são utilizados em, praticamente, todos ramos da indústria e a sua intermutabilidade e qualidade são caraterísticas extremamente importantes, numa produção cada vez mais automatizada.

Neste ambiente de globalização, em que o "outsourcing" de tarefas de produção e a utilização de subcontratação são comuns e estão em crescimento, os técnicos necessitam de dispor de ferramentas normalizadas a nível internacional para a comunicação, nos domínios da Documentação técnica de produtos (TPD – "Technical product documentation"), da Especificação geométrica de produtos (GPS – "Geometrical product specification"), dos Sistemas e componentes mecânicos de utilização geral, etc.

Com a sua participação na dinamização e difusão da atividade normativa, o INEGI pretende dar mais uma contribuição para o apoio à consolidação do processo de internacionalização da indústria nacional.
INEGI
Universidade do Porto
CONTACTOS E LOCALIZAÇÃO
Linkedin Facebook Youtube Twitter
© INEGI 2011 | Política de Privacidade | Ver mapa do Site