Projeto transfronteiriço usa Radares de Alta Frequência para observar oceanos na Península Ibérica

20-11-2019
O INEGI acolheu hoje o consórcio de um projeto que junta Norte de Portugal e Galiza na criação de uma rede transfronteiriça de observação de oceanos. Intitulado RADAR_ON_RAIA (Radares de Alta Frequência no Observatório RAIA), visa estender as infraestruturas de observação oceânicas já existentes na Galiza a toda a zona noroeste da Península Ibérica.

“A rede de Radares de Alta Frequência (High Frequency Radar) está em operação desde 2011 na Galiza, e o consórcio pretende converte-la numa infraestrutura de observação transfronteiriça”, conta Catarina Ribeiro, responsável pelo projeto no INEGI. “Com estes recursos vamos melhorar o conhecimento da dinâmica oceânica a nível local e a nível regional”.

E qual a utilidade da observação oceanográfica? Muito variada, afirma Catarina Ribeiro. “A aquisição de dados acerca de correntes, vento e ondulação, por exemplo, e a monitorização dos sistemas costeiros contribuem para o desenvolvimento de modelos de previsão meteorológica e oceanográfica mais precisos. Informação que serve de base à tomada de decisões em vários campos, como a gestão de recursos energéticos marinhos ou a gestão de tráfego marítimo”. Ter mecanismos e infraestrutura para recolher esta informação é, por isso, indispensável para diversas indústrias.

Para isso, o INEGI, em conjunto com mais nove parceiros, integra o consórcio que vai fortalecer a cooperação entre as duas regiões.

A seu cargo, o INEGI tem a criação de “uma rede de estações onshore permanente nos Portos de Viana do Castelo, Leixões e Aveiro de monitorização das grandezas meteorológicas”, explica a responsável. O objetivo é, com os dados recolhidos nestas estações, complementar os dados obtidos pelos radares.

É também responsável pelo “desenvolvimento de modelos de assimilação dos dados provenientes dos radares e das previsões meteorológicas para a geração de mapas de vento em tempo real”, que permitam a correção das previsões meteorológicas e, consequentemente, a otimização das atividades marítimas.

Além da infraestrutura física, está em curso o desenvolvimento de uma estratégia de gestão comum a ambos os lados da fronteira, bem como a conceção de novos produtos e serviços marítimos.

Entre os objetivos do projeto está ainda a criação de ferramentas que permitam o livre acesso à informação, e a formação e sensibilização de stakeholders de diferentes áreas económicas que dela possam vir a beneficiar.

O RADAR_ON_RAIA é financiado ao abrigo do programa INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020. O projeto é coordenado pela CETMAR – Centro Tecnológico del Mar, e tem uma duração prevista de 36 meses, até 2021.

INEGI
Universidade do Porto
CONTACTOS E LOCALIZAÇÃO
Linkedin Facebook Youtube Twitter
© INEGI 2011 | Política de Privacidade