Inovação e Investigação em aeronáutica desenvolvidas pelo INEGI em destaque na revista Portugalglobal

23-10-2018
A revista Revista Portugalglobal, da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, dedicou a sua edição de setembro à indústria aeronáutica e incluiu um artigo dedicado à atividade de Inovação e Investigação desenvolvida pelo INEGI neste campo.

Abaixo transcrevemos o artigo publicado sobre o INEGI e aqui disponibilizamos na íntegra a revista em formato digital.

INEGI

Inovação e Investigação de excelência

A indústria aeronáutica apresenta um conjunto de idiossincrasias e desafios, cuja relevância a coloca na fronteira do conhecimento. A inovação e investigação de excelência são, por isso, ferramentas determinantes na procura de soluções.

Os principais desafios do setor são as dificuldades na otimização do custo e na introdução de mais automação e a garantia de elevados padrões de precisão, qualidade, fiabilidade e leveza, num contexto de produção onde os componentes são de elevado número e de grande dimensão. Naturalmente, a experiência dos integradores e dos seus fornecedores permite a resolução de problemas locais e a melhoria dos sistemas. Contudo, o elevado aumento da movimentação de passageiros e a preocupação para com a sustentabilidade do planeta, tornam essencial o desenvolvimento de soluções inovadoras.

É no contexto desta missão que se realiza o trabalho do INEGI – Instituto de Ciência e Inovação em Engenharia Mecânica e Engenharia Industrial para a indústria aeronáutica. Enquanto instituto de investigação e inovação, desenvolve soluções disruptivas ao nível dos materiais, do processo de fabrico e de sistemas mecânicos e eletrónicos para os maiores fabricantes globais.

Com mais de 250 colaboradores e cerca de 10 milhões de euros de volume de negócio em 2018, o INEGI é o maior instituto de engenharia mecânica em Portugal. Os projetos em que participa vão desde o desenvolvimento de novos materiais e estruturas mais leves; ao desenvolvimento de novos processos de fabrico que permitam mais eficiência, qualidade e um menor custo energético e ambiental; e à análise do impacto das evoluções no ciclo de vida global dos equipamentos. Há ainda projetos nos quais se analisa o futuro da experiência do passageiro e se perceciona a repercussão que terá no desenvolvimento de novos conceitos de aeronaves.

No âmbito da indústria aeronáutica, o INEGI tem assim uma atividade diversificada de investigação e inovação, que inclui, a título de exemplo, a combinação de fibra de carbono, grafeno e nanotubos para proteger as novas cabines de aviões regionais contra impactos ou relâmpagos, o desenvolvimento de processos de fabrico com sistemas de monitorização avançados, o desenvolvimento de materiais à base de resinas naturais, de equipamentos de produção aditiva que permitem fabricar formas complexas chegando até a liderar o desenvolvimento de aeronaves completas até sete metros.

O INEGI desenvolve e ensaia, à escala laboratorial, as tecnologias desenvolvidas nas suas instalações, assim como os softwares que permitem a realização de paralelos entre o sistema real e o virtual. Em última análise, o INEGI contribui com novas tecnologias para um futuro sustentável da aeronáutica, sempre em parceria com entidades e empresas nacionais e internacionais, executando e coordenando projetos em contexto nacional e europeu e formando os engenheiros e investigadores do futuro.

INEGI
Universidade do Porto
CONTACTOS E LOCALIZAÇÃO
Linkedin Facebook Youtube Twitter
© INEGI 2011 | Política de Privacidade